• 21 3203-5104
  • 21 2526-1077
Avenida Treze de Maio, 41 - Gr. 903/904 - Centro Rio de Janeiro/RJ - CEP: 20031-007

Notícias

Criatividade e persistência podem ser a chave para o pequeno negócio sobreviver a pandemia

Aumentar os lucros de uma empresa durante a pandemia causada pelo coronavírus requer criatividade e persistência. Junto a isso é necessário conhecer e entender as medidas do governo brasileiro para ajudar os pequenos negócios a vencer a crise.

Aumentar os lucros de uma empresa durante a pandemia causada pelo coronavírus requer criatividade e persistência. Junto a isso é necessário conhecer e entender as medidas do governo brasileiro para ajudar os pequenos negócios a vencer a crise.

O governo vem lançando medidas para diminuir os efeitos do novo coronavírus, e entre elas podemos destacar a ampliação da lista de produtos com imposto de importação zerado, a linha emergencial do BNDES para pequenas empresas, auxílio emergencial, prorrogação do prazo de entrega de obrigações fiscais, pagamento de tributos e parcelamentos.

Por exemplo, no dia 12 de maio foi publicada a Portaria ME n°201 que prorroga os prazos de vencimento de parcelas dos programas de parcelamento da RFB e PGFN ficando os mesmos com as seguintes datas de vencimento conforme artigo 2º:

Art. 2º Os vencimentos das parcelas dos programas de parcelamento de que trata o art. 1º ficam prorrogados até o último dia útil do mês:

I – de agosto de 2020, para as parcelas com vencimento em maio de 2020;

II – de outubro de 2020, para as parcelas com vencimento em junho de 2020; e

III – de dezembro de 2020, para as parcelas com vencimento em julho de 2020.

  • 1º O disposto neste artigo não afasta a incidência de juros, na forma prevista na respectiva lei de regência do parcelamento.
  • 2º O disposto no inciso I do caput abrange somente as parcelas vincendas a partir da publicação desta Portaria.

Ainda assim é necessário que as empresas busquem novas estratégias como reduzir gastos, renegociar ou refinanciar dívidas entre outras mudanças. Isso sem contar os cuidados que as empresas têm de tomar para proteger seus colaboradores e clientes contra contaminações.

Para ajudar a controlar a manifestação do vírus nos ambientes de trabalho muitas empresas adotaram o home office. Se você não adotou esse método de trabalho, tire um tempo para pensar se isso não é possível pelo menos em alguns setores. Muitas pessoas chegam a se identificar mais com esta forma de trabalho e consequentemente ficam mais produtivas.

Agora se você teme o mau uso desta forma de trabalho utilize forma de medir a produtividade das pessoas. Até porque quem for trabalhar desta forma precisa saber que home office não é férias. Ele necessita entender que existem técnicas e boas práticas para tornarem seu trabalho mais saudável psicologicamente e produtivo para a empresa.

Desta forma, para quem pode cumprir suas funções de seus lares o home office é uma excelente opção, mas essa opção não é válida para todos os tipos de estabelecimentos como bem sabemos. O que vejo agora é cliente presencial se tornar o cliente virtual, isso porque muitas pessoas querem evitar o risco de contaminação indo a estabelecimentos físicos. Com a permanência das pessoas em suas casas é normal crescer o uso das redes sociais, e essa pode ser uma janela de oportunidade para expor seus produtos. Você pode tentar investir no atendimento online e oferecer incentivos como flexibilização de pagamentos e descontos para quem compra pela internet. Com relação a isso aqui vai uma dica, invista mais na divulgação dos produtos que tem uma maior margem de lucro na sua empresa.

Para quem está atendendo presencialmente é importante garantir a segurança dos clientes e colaboradores, adotando medidas internas para evitar aglomerações. E sempre tendo a higiene em primeiro lugar.

A antecipação de vendas também é uma forma interessante de manter seus clientes próximos, se você oferecer vale-compras, ou vale-presente você pode explorar a geração de um caixa ainda não existente.

De qualquer forma, o movimento para algumas funções estará reduzido, e o empresário pode ser que precise fazer uma realocação de pessoas dentro da empresa. Algumas pessoas podem ser produtivas em outras áreas. De apoio e peça apoio a seus colaboradores para execução de novas tarefas. Também é interessante mapear os cursos online gratuitos que estão sendo oferecidos agora, pois, para quem gosta de estudar é uma excelente oportunidade, isso tanto para o empresário como para o colaborador.

O empresário deve pensar agora qual o público-alvo que ele deseja atingir, e se esse público vê valor no seu produto ou serviço oferecido. O mais desafiante é justamente ter de rever a empresa e toda a sua história, e muitas vezes mudar conceitos e estratégias já fixados para poder atingir, esse público. Tente experimentar esse momento de mudança de forma positiva dentro do que for possível. E seja prudente, trabalhe com números, projete a sua receita, veja os percentuais de queda que você pode trabalhar e sobreviver, 10%, 20%, 30%?

Também reveja todos os seus contratos, até mesmo de aluguéis, e veja se é possível negociar com algum fornecedor uma flexibilização de pagamentos.

Esse não é o momento que todos desejavam, quando 2020 começou, haviam muitas esperanças de aceleração do crescimento de muitos negócios. A retomada do movimento de pessoas, de consumo e até no aumento da confiança para novos investimentos aumentará lenta e gradativamente.

Todos os direitos reservados | © 2020 | PLANACCOUNT
desenvolvido por